segunda-feira, novembro 20, 2006

Um final de tarde

Naqueles meados de Novembro, o frio já se fazia sentir. O espírito de um Natal que lhes parecia vir mais cedo do que nos outros anos, marcava a sua presença pela Baixa da cidade que eles tanto gostavam de calcorrear, após sair do trabalho. Aquelas ruas nunca tinham adquirido o significado que agora possuíam!

O aconchego que encontravam no olhar um do outro, até nas mais pequenas nuances, tornava o que dantes era mutável, incerto e fugidio, em algo de estável, um rumo certo e traçado em linhas firmes no portulano do seu Ser e Sentir!!!

Aqueles olhos verdes, fascinavam-no cada vez mais! Costumava apertar-lhe a mão com força, no desejo de não perder aquele brilho na misteriosa bruma que subia do rio àquela hora de crepúsculo. Sabia, de qualquer modo, que era agora parte do mais profundo de si mesmo! Algo de que se lembrava espontaneamente, em horas de madrugada, trazendo-lhe um frémito de paixão nunca antes sentido!

Ao ouvir o sino da Torre, recordavam os tempos em que tinham andado perdidos um do outro, mas logo sentiam um conforto especial por saber partilharem tais memórias num
abraço apertado que lhes fazia lembrar, por sua vez, que, mesmo nessa altura, já caminhavam um para o outro. Ele não sentia todo aquele entusiasmo de uma Pura Felicidade, desde os tempos em que era miúdo.

Por outro lado, sabia também ser aquele um Tesouro raro de encontrar e, logo da primeira vez que a abraçou e beijou, tomou como Juramento fazê-la Feliz para sempre!!! Era tanto quanto lhe bastava!

No café, cuja decoração fazia lembrar o cenário de Baker Street que para ela era tão especial, a uma mesa, por cada beijo e carícia que trocavam sabiam que agora o Caminho era para ser feito a dois!

E o encanto de tal mote era saber que as glosas da sua Sedução seriam sempre como as primeiras: APAIXONANTES!!!

Ao que ele, rendido, murmurava baixinho, consciente de tal doce Alquimia tão real e concreta que torna as palavras pobres: "ÉS A MINHA VIDA!!!"

Encontraram-se na cidade que era dos dois, tinham-se um ao outro e isso bastava-lhes! Para tudo! Para a vida! E mais um beijo!!!

Tá grá agam ort!!!

À beira da catedral, um instante polaroid de dois verdadeiros amantes!!!

2 comentários:

Mariana Pereira da Costa disse...

Oh?!

ViriatoFCastro disse...

AMO-TE PARA A VIDA!!! LIVE AND LOVE (ME) WITH THAT!!!